A Battakarst é uma sociedade conjunta entre a Hydrokarst e a Battaglino (Grupo Batta). A empresa desenvolveu uma solução inovadora com base na robotização em condições de ambientes difíceis.
A colaboração entre a solução automática e a Phenics permite que o cliente final, a EDF, manipule o interior da tubulação de água em um ambiente montanhoso, reduzindo o desperdício.

 

O desafio

Localizado em grandes altitudes, em área de difícil acesso, este projeto de renovação foi um verdadeiro desafio para a EDF (Electricité de France). Foi necessária uma operação de jateamento robótico dentro da tubulação com comporta, que tem 900 metros de comprimento. Foi essencial renovar o interior da tubulação danificada pela corrosão para prolongar a sua vida útil. O ambiente de trabalho era extremamente difícil devido ao pequeno diâmetro da tubulação e sua localização em um declive íngreme, impossível de se alcançar com transporte usual e exigindo soluções especiais, como transporte por helicóptero.

Além disso, este projeto exigiu uma logística específica nas instalações da organização, envolvendo várias empreiteiras. Uma das principais questões para a EDF era ela estar em conformidade com os regulamentos ambientais e reduzir o desperdício.
 

A solução: Phenics e o robô

A solução robótica desenvolvida pela Battakarst permite a operação de jateamento interno na tubulação através de anéis sucessivos e capturando resíduos na fonte. A Battakarst decidiu confiar na Phenics depois de seu projeto com a EDF.

A Battakarst já trabalhou com o sistema de reciclagem da Phenics no passado e sabe que ele oferece a solução mais adaptada nestas instalações desafiadoras e específicas.
Por causa do local em contexto, os especialistas da Phenics propuseram usar um equipamento modular especial, chamado Phenics Air, concebido para ser transportado por helicóptero em locais de trabalho de difícil acesso.

O objetivo é realmente complexo, pois consiste em jatear o interior da tubulação com comporta de 900 metros para preparar a superfície antes de aplicar um novo revestimento anticorrosivo e protetor que deve atender aos padrões aplicáveis. Devido às condições operacionais extremas, várias plataformas foram instaladas em diferentes níveis. A operação de jateamento é realizada com o produto Profilium 045 com um consumo de 400 g/m.
 

Os resultados

A EDF, que é o cliente final, ficou satisfeita com os resultados. Foi possível gerar menos resíduos do que com o uso de abrasivos de escória. Por fim, usar a solução da Phenics facilitou significativamente a gestão no local.